Brasil, Rondonópolis - MT, 23 de Junho 2018

Notícias




Com greve dos Correios, Procon orienta consumidor a antecipar pagamentos

Fonte: Redação

A Fundação Procon informou hoje (13) que o consumidor que não receber boletos bancários ou  faturas por conta da greve dos Correios deve entrar em contato com a empresa credora antes do pagamento para não ser obrigado a pagar juros, ter seu nome negativado ou cancelamento dos serviços.

 

O Procon alega que não receber a fatura, boleto bancário ou qualquer outra cobrança, que saiba ser devedor, não isenta o consumidor de efetuar o pagamento. As empresas que enviam cobrança pelos Correios são obrigadas a oferecer outras formas de pagamento ao consumidor, como internet, sede da empresa ou depósito bancário.

 

O órgão, vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Governo de São Paulo, divulgou orientações para o consumidor durante o período de greve dos Correios.

 

Quem contratou os serviços de entrega de encomendas e documentos, e se não forem prestados, terá direito ao ressarcimento ou abatimento do valor pago. O Procon informa que também cabe ação judicial em casos de danos morais ou materiais pela falta de prestação de serviços.

 

As empresas que enviam produtos pelos Correios devem encontrar outra forma para que sejam entregues ao consumidor no prazo contratado.



Notícias Relacionadas

IFMT Rondonópolis abre 80 vagas para cursinho preparatório

As inscrições acontecerão entre os dias 02 e 04 de julho no próprio Instituto

Campanha de Fávaro ganha força no interior e ameaça Sachetti

Fávaro, acompanhado de comitiva formada por lideranças do PSD, já percorreu 25 municípios das regiões Sudoeste, Araguaia e Médio-Norte

Selo único para comercializar produtos artesanais agora é lei

Produtos de origem animal elaborados por agroindústrias artesanais, antes restritos ao estado, poderão ser comercializados em todo o país

CNI promove diálogo com seis pré-candidatos à Presidência da República

A moderação do Diálogo da Indústria com os presidenciáveis será feita pelo jornalista Roberto D’Avila

Temer reduz Fies em 1 bilhão

O governo do presidente Michel Temer irá sacrificar o investimento em educação para a manutenção do Fundo Nacional da Segurança Pública (FNSP)